Você está na idade da pedra

Parece que você está navegando em um iStone, pois o seu navegador não suporta javascript ou o seu javascript está desativado. Por favor, ative o javascript e recarregue a página.

Mulheres americanas a procura de brasileiros: A dura realidade – Lucre Bem
Cotação do mercado de criptoativos nas últimas 24 horas. Visualizar todos os criptoativos disponíveisTemos um presentão pra você, descubra.
  • Português
  • English
  • Aqui você se promover e ainda pode ganhar dinheiro.
    Saiba +

    Mulheres americanas a procura de brasileiros: A dura realidade

    5
    (2)

    Atenção: este é um artigo de 2017 que recebeu algumas atualizações em 2021, mas o teor do mesmo foi mantido para preservar o posicionamento do artigo nos sites de buscas.

    Recentemente li alguns artigos de mulheres estadunidenses dizendo como os caras brasileiros são maravilhosos, a maioria delas foi para o Rio de Janeiro e adorou como os caras já chegam chegando, sem ter medo da rejeição, e 5 minutos depois já estão com o braço ao redor dos pescoços delas, as beijando, diziam também que os caras dos Estados Unidos tem muito a aprender com os Brasileiros (Com B maiúsculo). Tanto que uma delas está namorando um Brasileiro, e adorando o cara.

    Elas simplesmente sentem bastante atração por homens brasileiros e eles sabem como recompensar isso. 🙂
    Analisando isso a fundo, percebi que na verdade isso é uma espécie de choro, uma fuga da realidade.

    Os EUA são um país onde as leis funcionam, ao contrário do Brasil, portanto, se um cara se portar “como um brasileiro nos EUA”, desses que já chegam chegando, ele corre o risco de ter que responder a um processo por assédio, ser preso e ainda ter a vida destruída. E de quem é a culpa disso? Bem, isso se deve à frouxidão do homem americano que deixou o feminismo ir longe demais.


    Não importa o que ideologias digam, homem tem que ter pegada e mulheres heterossexuais gostam disso, só que o homem americano tornou-se tão emasculado, que olhar na direção errada pode acabar se tornando um problema até para a própria vida. Os americanos simplesmente aceitaram que as coisas saíssem do controle e hoje não podem fazer nada a respeito, resultado: as mulheres indo procurar homens em outros lugares. Claro, o oposto também ocorre, existe até uma crescente discriminação (preconceito) não apenas de americanas, como de mulheres ocidentais em geral, contra mulheres asiáticas, pois há muitos homens do ocidente preferindo ir para o outro lado do mundo arranjar namorada, do que arranjarem no oeste, isso inclusive cuminou no termo “Yellow fever”, e não, não estou falando de febre amarela, apenas pesquise por “Yellow Fever Asia” e irá entender.

    Os EUA acabaram virando terra de mulheres que estão muito revoltadas com a falta de masculinidade nos homens, assim fazendo-as irem procurar homens em países mais “machistas”. Simplesmente estão faltando homens com atitude nos Estados Unidos, e se deve mais ao fato da lei e da sociedade punirem “assédio” com extrema severidade. E a coisa nos EUA é seria, porque mesmo que você esteja namorando, “se der a louca na guria” e ela e quiser te acusar falsamente de algo, adeus pra você. Por mais provas que você tenha para provar a sua inocência, a palavra da mulher é lei.

    ANUNCIE AQUI, ENTRE EM CONTATO

    No caso do Brasil ainda existe nos homens uma certa coragem para conseguirem o que querem, e não há tantas leis absurdas prejudicando os homens como há nos Estados Unidos. Além do mais, o Masuclinismo ainda é bem forte no Brasil.

    Masculinismo:
    Masculinismo é uma corrente teórica, uma filosofia moral ligada a movimentos políticos 123 , que se fundamenta na experiência masculina. Segundo alguns de seus militantes, sua proposta é analisar as desigualdades de gênero e promover o combate ao sexismo antimasculino. Assim, tal termo é utilizado em diferentes áreas para se referir à defesa dos direitos e necessidades dos homens, principalmente em contraponto às reivindicações extremas do movimento feminista. Seu principal expoente é Warren Farrell.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Masculinismo
    Leia o restante do artigo da Wikipedia e ficará surpreso.

    Sobre os artigos onde mulheres falam bem de brasileiros, havia um comentário em deles onde uma mulher muito bem aparentada, porém, uma mulher de beleza normal, não nenhuma Miss Universo, dizia o seguinte:

    “Isso é verdade, com certeza, contudo, eu odeio essas maneiras Brasileiras de como tratar uma mulher, tipo esse negócio dos caras nos beijarem depois de 5 minutos e passarem o braço ao nosso redor. Eu pessoalmente vejo isso como um comportamento sexista, não como uma coisa “charmosa”. É por esse motivo que ao invés disso sempre escolho as boates gays, onde eu posso dançar e não ser assediada.”
    Tradução 95% literal.

    Percebe-se que há uma certa irritação no discurso dela, mas não se deixe enganar:
    Não é pelo filho do Fiuk que ela vai sentir atração no fim do dia, ela vai sentir atração justamente pelo cara que tem iniciativa e não tem medo de arriscar (claro que há também outros fatores em jogo, como status), mas a maior parte da culpa da situação estar ruim assim nos Estados Unidos é dos hOMENS (Com h minúsculo) mesmo, pois eles aceitam que todo o peso do Estado caia sobre eles e adeus justiça.

    Brasileiro namorando americana

    COMO CONHECER UMA AMERICANA/ESTRANGEIRA ONLINE

    E aí aquele teu amigo Britânico fica insistindo pra você criar perfil em site de relacionamentos, por que em tais sites “ele já pegou umas mina” (Mina = Mulher que sabe fazer Miojo, sem plural mesmo) ao redor do globo. Mas você descobre que pra você não funciona tão bem quanto funciona pra ele por que na hora do vamuver (Na hora de ligar pra donzela) você não tem o sotaque de Johnny English que ele tem. É, aconteceu comigo.

    E aí o que você faz?

    Alternativa A: Chora feito uma criança. (se você fizer isso, zerou a vida)
    Alternativa B: Se empenha em aprimorar seu perfil, colocando várias fotos suas de festas, baladas, viagens, reuniões com os amigos, fotos com animais, fotos até fazendo caridade (E adeus caridade, por que caridade não se divulga) para que as mulheres vejam que você é um cara interessante.
    Alternativa C: Taca o f*$%-se.

    Se você respondeu a alternativa C, fez bem, mas a Alternativa B também faz sentido, exceto pela parte da caridade (Moralmente não faz).

    Neste artigo você vai aprender sobre estrangeiras, principalmente americanas, mas primeiro tenho que falar de um assunto importante: Como evitar perder tempo e dinheiro.

    Existe algo que aprendi desde cedo, e será até assunto do meu próximo artigo aqui a respeito de empreendedorismo: Não vá onde a concorrência está aglomerada.

    Como eu falei uma vez para um amigo de Portugal, que inclusive o cara é um excelente desenvolvedor de sites (Quem quiser contratá-lo, clique aqui, utilize o código de referência LUCREBEM-GOLDDEVELOPER e ganhe 5% de desconto na contração do serviço), quando estávamos discutindo negócios, o assunto era sites de freelancers. Eu falei pra ele o que eu acho de sites de freelancers: P*%eiro.
    Isso mesmo, pra mim sites de freelancers são uma casa de profissionais do chequicho. Mas não estou falando isso para ofender os freelancers, só estou mandando a real: sites de freelancers são isso, admita, admita que você já se sentiu literalmente prostituído por tentar vender a sua arte em um site desses.

    Qual é a diferença entre um freelancer que se humilha pra conseguir trabalho e a meretriz que se humilha para o cafetão? Ambos se prostituem por uma “cesta básica”.

    E não pensem que falo sem conhecimento de causa, eu já usei sites de freelancers. Joguei tudo pro alto quando vi que ia ter que concorrer até mesmo com empresas de 10, 20 funcionários, que por sinal faziam o trabalho muito melhor do que eu e cobravam bem menos. O mesmo acontece com sites de relacionamentos, e se formos falar de aplicativos como o Tinder então……………. vish, piorou. Quanto mais fácil fica para a mulher arranjar alguém, mais difícil fica arranjar uma mulher que queira relacionamento sério. Horas, se ela tem vários caras querendo ela, por que ela se prenderia a um que vai “controlar” a vida dela?

    Não entendeu? Imagine receber de 30 à 600 pessoas por dia (Ou até mais) interessadas em você, então se você pode escolher entre tanta gente, qual incentivo você está tendo para ter um relacionamento monogâmico?

    Pra que serve o Tinder? A maioria das pessoas que usa o Tinder o usa pra sair uma noite, “se divertir” e depois tchau. Então se você for um homem hetero sexual que quer algo sério, fique longe do Tinder e afins, por mais que haja uma exceção ou outra, esse não é o lugar adequado pra se arranjar alguém para algo sério, e isso não vale apenas para quem quer namorar uma estrangeira, isso é regra geral.

    Sites de relacionamento são quase a mesma coisa, porém, por terem mais recursos fazem com que a coisa flua mais naturalmente e por não ser tão fácil dar match (Combinar perfis) neles (Como é no Tinder), acabam valendo a pena às vezes para quem busca um relacionamento monogâmico, mas ainda tem aquela questão: E a concorrência?

    Aqui nos deparamos com os mesmos problemas que os freelancers se deparam, que são uma concorrência enorme. Além do mais, você tem condições de ser mais “pegador” do que aquele carinha milionário que tem uma mansão e um iate?

    Mas e se eu te dissesse que você pode sim conhecer e ter amizade com as melhores e mais interessantes mulheres sem que para isso você não precise dar o sangue da sua alma?

    Você precisa primeiro identificar o que leva a maioria das mulheres a procurarem cada tipo de serviço online, seja um site ou app de relacionamentos. O Tinder está mais do que óbvio que é meramente diversão, então vamos descartar qualquer possibilidade de utilizá-lo. Outros apps e sites um pouco diferentes já possuem mulheres interessadas em algo mais, mas o que todas essas plataformas tem em comum?

    Assim como essas plataformas estão cheias de homens sedentos por chequicho, elas também estão cheias de donzelas querendo tirar proveito desses trouxas.

    O cliente que vai contratar o freelancer em um site de freelancers é a mesma coisa, ele quer que a vida dele seja facilitada, por isso é que ele vai onde as pessoas irão literalmente prostituir os próprios serviços em troca de um prato de comida, e por isso também é que muitas mulheres vão para plataformas de relacionamentos, por que lá o poder de barganha delas é supremo, elas podem literalmente apontar o dedo entre 500 pretendentes diários e dizer qual serve e qual é descartável, e você precisa estar ciente disso.

    Existem mulheres que literalmente vivem de tirar proveito desses caras sedentos, mas os que entram em sites relacionamento buscando algo sério também se tornam vítimas. Existem damas que saem com os cavalheiros para restaurantes, comem às custa deles e depois desaparecem das vidas deles, dando-lhes desculpas como “Estou ocupada essa semana” quando eles as procuram no Whatsapp (ou onde quer que elas estejam na internet), portanto, é preciso ter muita cautela com esse tipo de coisa.

    Você precisa identificar o que a mulher busca em uma dessas plataformas online, se ela só quer diversão ou relacionamento sério.

    INDO DIRETO AO PONTO: E ONDE CONHECER MULHERES AMERICANAS OU ESTRANGEIRAS EM GERAL?

    Agora que você já sabe que precisa primeiro identificar o que a mulher busca no site ou aplicativo de relacionamentos, o por que dela estar lá, fica mais fácil se sobressair. O que você aprenderá aqui vale tanto para estrangeiras quanto para brasileiras, mas como o tema são americanas e estrangeiras em geral, não vou me desviar dele.
    A menos que você já esteja no país da mulher desejada, o que de certa forma é até melhor para a conquista da futura mãe dos seus filhos do que utilizar um ambiente virtual, você precisará utilizar a internet mesmo.

    1 – Defina o que você procura na mulher que você quer conhecer

    VOCÊ JÁ SABE QUE NO SITE DE RELACIONAMENTOS VOCÊ SÓ TEM A PERDER, ENTÃO… VOCÊ PRECISARÁ UTILIZAR OUTRO TIPO DE SITE OU APP.
    No meu caso eu gosto de sites de idiomas, é onde dá pra conhecer muita gente legal, principalmente mulheres. Um muito bom e gratuito é o English Baby, mas de uns anos pra cá ele tem andado largado e com problemas, portanto, o que eu recomendo hoje é Polyglot Club.


    Você também pode tentar jogos online de interação social, como o Second Life. Existem também sites de Chat online, sites de salas de Chat e Webcam aleatórias, redes sociais de intercambistas, e de amizade e compartilhamento de experiências de viagens.

    Segue a lista de alguns serviços que você pode começar a utilizar desde já:

    REDES SOCIAIS PARA FAZER AMIZADES E APRENDER IDIOMAS

    CHATS INTERNACIONAIS

    www.omegle.com 
    Omegle é um site feito para que você póssa conversar com pessoas aleatória ao redor do mundo, não tem muito o que fazer aqui. Não entre na sessão adulta do OMEGLE, só tem SPAM.

    DISCORD

    Em minha humilde opinião o Discord é muito bom para aprender todo o tipo de coisas, você só tem que escolher o servidor certo.


    E claro, se você só quiser estudar idiomas, você pode fazer isso com a gente também, basta entrar no nosso servidor do Discord, sim no Discord do Lucre Bem, clique aqui ó, vale ressaltar que lá você vai aprender outras coisas também, tipo aprender a ganhar dinheiro rápido. 🙂

    Quer mais? Tá bom, lá vai:

    Clique aqui para uma lista gigantesca de servidores do discord que você pode participar para conhecer pessoas e aprender um novo idioma, tudo isso 100% grátis! Chega de pagar escolas de idiomas.

    O QUE EU RECOMENDO

    1 – Garantia

    A única garantia que posso oferecer é que em sites de idiomas você com certeza fará amigos. De resto, só tentando pra saber, mas se eu fosse arriscar um palpite, eu diria que o Second Life é um bom jogo para socializar. Quanto aos sites de redes sociais para fazer amizades, procure focar naqueles que tem Chat gratuito.

    2 – Tire da sua cabeça de que você está nessa para “pegar” alguém

    Vale ressaltar que você não vai entrar nessa com a intenção de conquistar alguém, pelo contrário, você vai para conhecer mulheres e talvez você acabe desenvolvendo algo mais com uma delas, portanto, tenha em mente que sua intenção deve ser amizade e não paquera, se tiver de acontecer algo além de amizade, vai acontecer sem você forçar a barra. Por outro lado, quando você põe na cabeça a ideia de que você precisa conhecer uma mulher para ter um relacionamento, seja ela americana, alemã, brasileira, enfim, seja ela estrangeira ou não, você perderá toda a mágica do processo e poderá não obter resultado algum.
    Lembre-se: não estou te recomendando sites de relacionamentos, e sim plataformas de socialização.

    3 – Sobre o que conversar

    Nunca, em hipótese alguma, fale sobre sexo, somente se ela tocar no assunto, aí você pode demonstrar algum conhecimento a respeito, mas a sua postura deve ser a de quem não se importa com isso, e não é pra fingir, é pra não demonstrar interesse sexual mesmo. Sei que muitos de vocês devem achar estranho isso que estou dizendo, mas coloquem-se no lugar da mulher: quantos caras por dia a assediam na internet? E a maioria quer sexo. O sexo é aquela coisa que se algum dia tiver de acontecer, vai acontecer, então tire isso da mente, até por que há coisas mais importantes para se falar a respeito.

    Perfil comportamental da mulher americana

    Já dizia o velho deitado: Todos os povos do mundo se entendem, só não conseguem se entender com os americanos.

    Tenha em mente de que americanos são odiados em muitos lugares do mundo, devido às diversas intervenções militares e guerras que destroçaram países inteiros, o famoso “Democracy is here”, é, tudo em nome da democracia… mas isso é assunto pra um outro artigo. Tem também outros motivos para serem odiados, como por exemplo os inúmeros casos pessoas foram enganadas, como é o caso do padre brasileiro que inventou a máquina de escrever, ou casos ainda mais ridículos, como é o caso da aviação. Sim, o primeiro a tirar uma máquina do chão por propulsão própria sim Santos Dumont, esteja tranquilo quanto a isso, pois foi quem teve provas documentadas, enquanto que no caso dos Wright as pessoas simplesmente tiveram de acreditar nas palavras deles. Por quê?

    because murica
    Because Murica

    Mas tudo bem, eu posso provar também.

    A seguir veremos trechos do centenário de comemoração da “invenção” do avião, dos Irmãos Wright, em 17 de dezembro de 2003:

    Existem outros problemas também, como arrogância, prepotência, racismo….. enfim, e brasileiros não costumam ser bem-vindos nos Estados Unidos, portanto, esteja preparado para o pior, caso você chegue a visitar os Estados Unidos ou até a morar no país: ser xingado pela sua namorada em público, sofrer xenofobia e até ser agredido pela família dela. Isso não quer dizer que essas coisas vão acontecer, mas isso pode acontecer, e as chances disso acontecer são atlas. Aliás eu não entendo por que brasileiros costumam gostar mais dos Estados Unidos do que de outros lugares do mundo, sabendo-se que existem outros países, inclusive de primeiro mundo, onde as pessoas são tão amistosas com os brasileiros, quanto os EUA. Segue a lista: Tailândia, Estônia, Alemanha, Luxemburgo, França, Japão, Portugal e Inglaterra são exemplos. Na verdade europeus de modo geral costumam tratar os brasileiros melhor do que os americanos tratam.

    Se ainda assim você decidir visitar os EUA, ou até morar nos EUA, tem algumas regras que você deve seguir:

    1 – Não seja invasivo

    Não se meta onde não é chamado, não faça brincadeiras de mal gosto, não utilize a ZUERA brasileira (Nunca), seja direto e assertivo e evite fazer piadas faça piadas. Eles são muito desconfiados, mas também não dê aberturas para a sua vida pessoal, evite falar de si, mesmo se perguntarem.

    2 – Nem tudo é o que parece

    Pode ser também que você chegue a pensar que americanos são arrogantes por causa da frieza, pois das pessoas que você vai conhecer na internet, eles estão entre os que menos irão te dar atenção, mas isso ocorre mais pela questão do tempo que eles não tem, é muita correria por causa de faculdade e trabalho.

    3 – Seja discreto

    Seja sério, direto, mas fale pouco. Sim, ter uma pitada de humor pra não acabar transparecendo que é um robô ajuda muito, mas tenha discrição. Algo que ajuda muito no diálogo é ter o foco na conversa em assuntos relacionados a culturas diversas. Você pode, por exemplo, falar de um lugar que você visitou, nem precisa ser fora do Brasil, e lá você encontrou algo legal pra comprar, como artesanato indígena, aí você manda as fotos do artesanato, ou fala de quando você foi acampar sozinho em frente a uma cachoeira (Mais uma vez, mande fotos), tenha uma vida interessante para compartilhar.

    4 – Nunca ostente

    Ostentar é algo que não é bem visto em muitos países de primeiro mundo, não apenas nos Estados Unidos. Ostentar é coisa de pessoas de países de terceiro mundo. Mas não pense que estou dizendo pra você virar o Sr. Humildade, só estou dizendo que pega mal ficar falando das suas conquistas materiais. Se você não é um milionário que viaja pelo mundo e tem amizades com pessoas famosas, ninguém quer saber das suas conquistas materiais, até por que em um país de primeiro mundo é fácil comprar as coisas que no Brasil são tidas como “coisas de rico”. Portanto, não seja soberbo tentando impressionar com STATUS, principalmente se a contraparte for mulher, do contrário você será tratado como um Douchebag. O Douchebag, esse cara, não seja esse cara.

    Douchebag (Metido)
    O douchebag

    Se a sua intenção for a de ser metido e engraçado, faça isso de forma inteligente, mas eu mesmo prefiro ser discreto na medida do possível.

    Perfil comportamental da mulher estrangeira em geral

    Com exceção da Americana, a mulher estrangeira em geral costuma ser mais tranquila para conversar, não que eu esteja dizendo que isso se aplique a todos os países, mas, por exemplo, as mulheres da Europa ocidental costumam ser bem educadas, principalmente com latinos e brasileiros.

    De qualquer forma, seja um cara interessante, centrado, discreto, que cuida da própria saúde, que tem condições de constituir família, tenha histórias pra contar, etc.

    Meu parecer em 2021: olha, quando escrevi esse artigo, eu ainda tinha alguma esperança nos EUA, mas hoje em 2021 eu não vejo mais coisas boas nesse país, acredito que só sirva pra visitar mesmo. De qualquer forma, se você quiser arriscar, arrisque, não é como se o Brasil fosse um exemplo para o mundo… quer dizer, a menos que você seja uma pessoa que ganha bem no Brasil, nesse caso não vale a pena imigrar para os Estados Unidos.

    O que você prefere:

    Morar num país que apesar de todos os problemas, você não é caçado e morto por exprimir uma opinião diferente daquela aceita pelas massas (sim, isso acontece nos Estados Unidos), principalmente se você for mais…. errr…. digamos… conservador… ou você prefere morar em um lugar onde você vai sim ganhar muito mais dinheiro, mas agora você é observado de todos os lados e, por qualquer deslize que você cometer, vão te ferrar sem misericórdia? Afinal de contas, a gente está falando de um país que é famoso por massacres em escolas, e esses massacres costumam ser feitos por estudantes que sofriam bullying pesado, mas claro, esse não é o único exemplo que temos, o país também é conhecido por outras coisas ruins, prefiro não comentar.

    O que você achou disso?

    Clique nas estrelas

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

    E que tal deixar de comer um pastel só por hoje

    e doar o dinheiro para os colaboradores? Vamos lá, eles merecem. 😎

    Pessoas que tornaram esse conteúdo possível:

    Você também poderá se interessar por:

    Por que o supremacismo é algo irracional

    Sistema de loja virtual e mais de 280 mil scripts pra você escolher

    O que são nichos de mercado, por Wallace Vianna

    Sucesso: como conseguir em 1 ano o que outros não conseguem com menos de 10 anos

    Como importar da China e ganhar dinheiro revendendo os produtos na internet

    Como ganhar dinheiro com o Adsense da maneira correta

    0 Comments

      Leave a Reply

      XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

      DMCA.com Protection Status

      Bloqueador de anúncios detectado / Adblocker detected

      Adblock

      🇧🇷 Anúncios são a nossa principal fonte de renda.
      Por favor, adicione o nosso site à lista de exceções do seu bloqueador de anúncios, caso queira visualizar o conteúdo. Prometemos não te incomodar com anúncios popups invasivos. Alguns navegadores, como o Brave, utilizam um bloqueador de anúncios nativo, então pode ser necessário que você abra dois bloqueadores para adicionar o nosso site às listas de exceções.

      🇺🇸 Ads are our main source of income. Please add our website to your ad blocker whitelist, if you want to see the content. We promise not to display invasive pop-up ads.
      Have in mind that some browsers, such as Brave, use native ad blockers, so you may need to open both blockers to whitelist our website.