Cotação do mercado de criptoativos nas últimas 24 horas. Visualizar todos os criptoativos disponíveis Temos um presentão pra você, descubra.
Cotação do mercado de criptoativos nas últimas 24 horas. Visualizar todos os criptoativos disponíveis Temos um presentão pra você, descubra.
Aqui você se promover e ainda pode ganhar dinheiro.
Saiba +

Como acabar com o Estado?

A existência e tamanho do Estado são diretamente proporcionais ao nível de prática espiritual legítima de uma cultura (não confundir com religião). Se todas as pessoas reconhecessem a consciência pura (Deus) como a única coisa que contém leis atemporais lógicas (como a lei da semeadura), o Estado não existiria, mas para isso o ser humano teria de ser 100% livre de erros, 100% livre de vaidade, um ser perfeito, mas isso é impossível, ou seja, a inexistência do Estado (ou qualquer outro nome que o leviatã levasse) seria uma utopia, visto que ela só seria possível caso todos os indivíduos fossem completamente livres de egocentrismo. Todos os seres humanos necessitariam ser seres tão evoluídos quanto os mestres ascensos que já puseram os pés na Terra, visto que até os mestres ascensos cometiam erros, mas se isso acontecesse: o mundo seria um tédio total.

Esse é o bom de se estar vivo, as pessoas tem a oportunidade de cometerem erros e acertos, tem a oportunidade de tomarem as próprias escolhas e tirarem proveito ao máximo dessa experiência chamada vida.
Por isso digo que é preciso parar de ficar brigando contra o sistema e adotar uma postura de caridade, onde temos por objetivo ajudar a quem precisa de ajuda e então isso tornar-se-á o motivo principal para que as pessoas compreendam que esse é o único caminho para se reduzir o tamanho da tirania sistemática (essa que apenas sustenta e fomenta o crescimento de uma civilização assistemática), daí derivando todo o resto, como a estrutura social, política e econômica.

E quando falei para não confundir prática espiritual legítima com doutrina religiosa (religião), disse isso por que TODAS as religiões do mundo alimentam o ego do indivíduo, mesmo as que não tentam fazer isso, como o espiritismo. Mesmo no espiritismo há indivíduos arrogantes, e isso só ocorre por ser o espiritismo uma doutrina, que, embora seja mais flexível do que as demais doutrinas religiosas (abrindo mais espaços para questionamentos), ainda é uma doutrina, ainda tem arbitrariedades escritas nos livros da doutrina, ainda serve como forma de alimentar o ego daqueles que querem se fazer parecer serem superiores aos demais.

Bandeiras de vários países

Os budistas dizem que mesmo que você se considere liberto e considere os demais como pessoas perdidas, isso ainda é ego, entretanto, o ego não é algo ruim em si, apenas é algo que deve ser trabalhado todos os dias para que não se torne um problema para o indivíduo e para o grupo do qual ele faz parte, e a forma de se fazer isso é um combate constante contra a vaidade, para que ela não se torne um problema ao ponto do indivíduo começar a pisar nos outros. Mesmo assim, isso não significa que você deva ser um verme rastejando sobre a terra, haverão sim situações de conflito onde você deverá utilizar o que estiver ao seu alcance para lidar com pessoas hostis, por exemplo:Ao lidar com um psicopata não há diálogo, não tente convencer a pessoa de que o que ela faz está errado, por que ela sabe que o que ela está fazendo está errado. Um psicopata é uma pessoa desprovida de empatia, que entende como o mundo funciona, mas pensa que sentimentos são coisa de gente trouxa, então ele faz uso de todo o tipo de artifício a fim de manipular as pessoas a bel-prazer. Tal pessoa precisa ser exposta ou parada de algum modo, de forma que ela não faça mais vítimas.

Portanto, observem como a situação vai além do discurso libertário de que imposto é roubo e o Estado é uma organização criminosa. O problema está nos indivíduos, e são esses que precisam ser resgatados deles próprios, mas quem faz o regaste são eles mesmos, nós devemos apenas auxilia-los para que eles busquem o caminho correto.

Por que o supremacismo é uma atitude burra

O hegemonista é o indivíduo que pensa que tudo no mundo é colorido com crayon e purpurina, por que ele nasceu num lugar onde ele é favorecido por uma determinada cultura, e então quando os direitos justnaturais falam mais alto, ele surta achando que estão destruindo o país dele, inventa até teorias conspiratórios como o plano Kalergi, pra tentar justificar agredir e matar em nome de uma causa coletivista que é contra um “opressor”.

Quando está em desvantagem, ele é racialista, ele surge com a desculpa de que tudo o que o “povo dele” quer é que as raças não se misturem, “só isso”.

Depois que ele cresce em número e influência política, ele se esquece do racialismo “paz e amor” e começa a ser um racista 100% puritano, é quando aqueles da causa dele começam a matar em nome da causa.

Como a natureza humana é matemática, sendo a matemática incapaz de reconhecer ideologias estúpidas (e toda ideologia é estúpida), na ação humana predomina que indivíduos naturalmente possuem o direito de secessão, que basicamente é a capacidade, e a vontade, de se desassociar de indivíduos, situações e lugares que não estejam lhe agradando.

Pessoas de outras culturas começam a imigrar para a região onde ele mora, disso surge toda espécie de conflito que no final irá resultar na perda da liberdade dos racistas e na ascensão dos oprimidos, esses que por sua vez, cedo ou tarde, tornar-se-hão os próximo opressores, ou seja: vai começar tudo de novo. Tem-se então dois ou mais lados que estão sempre brigando e se prejudicando de todas as formas possíveis e até inimagináveis, enquanto o agente intervencionista (o Estado) apenas se beneficia disso, ao ponto em que chega uma hora que todos os indivíduos perderam as liberdades individuais, pois agora precisam obedecer ao grande irmão sob qualquer hipótese.

É um ciclo vicioso que só terá fim quando seres humanos aprenderem a enxergar uns aos outros como aquilo que eles são: Seres humanos. Apesar de também ter problemas sociais, a Ásia conseguiu resolver esse problema (mesmo que parcialmente), e fez isso através da filosofia, mas não a filosofia ocidental que, tirando o estoicismo, apenas forma indivíduos vaidosos (e isso também vale para as religiões ocidentais, com exceção do espiritismo e parcialmente o catolicismo. A Ásia fez isso através da filosofia oriental que teve um foco verdadeiro no indivíduo e em como eliminar os conflitos nas relações humanas, como é o caso da filosofia Yoga e do budismo, onde o budismo trata de questões psicológicas e o Yoga até trata do lado psicológico, porém, com mais ênfase no fator unidade (espiritualidade).

O lado besta dos signos

Se você for mimizento não leia este artigo.

– Touro: Adora um bolo de fubá, mas se for de chocolate, com calda de chocolate e recheio de Nutella é capaz de entrar em coma (Gosta diiiimaizzzz da conta sô). Quando vai comer o bolo tira a fatia e come a parte que se separou da fatia. É tambem um grande apreciador de lasanha ao estilo Garfield. Depois que come vai dormir, alias.. hiberna. Tem altos projetos empreendedores, mas no final só quer poder trabalhar pouco e viver como um rei sendo servido por seus empregados. Pesadelo de um Taurino: Dieta e ter que trabalhar em São Paulo – SP.
Filme favorito: Ana Maria Braga, canal “Bom de Garfo” do Velberan.

– Virgem: Autista cheio de não-me-toques. Se algo estiver 1 mm fora do lugar ele critica, se chegar do trabalho e achar a casa bagunçada ele entra em coma. Só tem relações sexuais se realmente estiver louco de pedra pela outra pessoa (Bem apaixonado).
Pesadelo de um virginiano: Poeira nos móveis, ver um pé das sandálias virado pra baixo, toalha molhada em cima da cama.
Filme favorito: As patricinhas de Bervely Hills.

– Aquário: 171. Ama iniciar novos projetos, mas abandona-os no meio do caminho se ninguém o elogiar constantemente (E contra a própria vontade) pela sua “enorme” inteligência das galáxias (Um delírio pessoal dele). Não cumpre com compromissos. É resmungão, discute até com o vento “Por quê você está tão frio hoje? Ah vai tomar no olho do seu **, seu vento de merda!”, tipisso.
Pesadelo de um aquariano: Assinar contrato, ser fiel/leal, tornar-se ajudante de pedreiro.
Filme favorito: Onde está Carmen San Diego?

Leia mais

A verdade sobre a Seicho No Ie. Verdade?

Bom dia a todos, pois o dia é bom em qualquer momento 🙂

Ao caríssimo Rev. Eronides da Silva, vi um artigo dele no site http://solascriptura-tt.org/Seitas/SeichoNoIe-EronidesDaSilva.htm, intitulado “A VERDADE SOBRE A SEICHO NO IE”

Caro Eronides, sinto muito lhe informar, mas está na hora de buscar outra alternativa para convencer as pessoas a irem para a sua religião.

O que vejo no artigo é uma pessoa que aparentemente não tem conhecimento de hermenêutica e exegese, mas que se intitula reverendo por ter trabalhado na área teológica em várias igrejas (Conforme é citado na própria biografia do autor: http://www.sepoangol.org/eron.htm). 

Em outras palavras, tudo o que você interpreta é literalmente?

Não tiro o seu crédito sobre o seu entendimento em teologia, mas será que você não deveria estudar metafísica e espiritualismo primeiro, antes de atacar a religião dos outros?

Quando Taniguchi afirma que o mal é uma ilusão, que a doença não existe e que o homem não é um pecador, o significado disso é a essência do ser, o ser não é mal, é bom por natureza, que o mal é algo gerado artificialmente pela mente humana, o mesmo vale para a doença que é criada por um padrão de pensamento negativo que precisa ser corrigido, o pecado se origina a partir da ignorância daquilo que é bom.

Leia mais
DMCA.com Protection Status