Por que meus anúncios no Facebook são exibidos para as pessoas erradas?

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

0
(0)

{SOURCE}<script src=”https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/jquery.lazyload/1.9.1/jquery.lazyload.min.js”></script>

<script type="text/javascript" src="//cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/lodash.js/0.10.0/lodash.min.js"></script>

<script>

jQuery(function($) {    jQuery(“.lazy”).lazyload({ effect: “fadeIn”,          effectTime: 2000,          threshold: 0 });});

// LAZY LOAD FUNCTION
function lazyLoad() {
jQuery(‘iframe’).each(function() {
var frame = jQuery(this),
vidSource = jQuery(frame).attr(‘data-src’),
distance = jQuery(frame).offset().top – jQuery(window).scrollTop(),
distTopBot = window.innerHeight – distance,
distBotTop = distance + jQuery(frame).height();

if (distTopBot >= 0 && distBotTop >= 0) { // if frame is partly in view
jQuery(frame).attr(‘src’, vidSource);
jQuery(frame).removeAttr(‘data-src’);
}
});
}
var throttled = _.throttle(lazyLoad, 100);
jQuery(window).scroll(throttled);

// FONTE: https://codepen.io/anon/pen/vQXrPE

</script>

{/SOURCE}
Uma dúvida muito comum em se tratando de marketing de mídia social e marketing de mecanismos de busca (SEM) é:

“Por que eu anunciei para um determinado grupo, mas o grupo errado visualizou meus anúncios?”

Por exemplo, você quer promover sua empresa de chocolates, mas as pessoas que acabam visualizando os seus anúncios são pessoas interessadas em dieta cetogênica. Ou pode acontecer com você assim como ocorreu com a garota a seguir:

marcela viagens mtripper.com.br
O comentário dela está no blog Indiga, link POR QUE IMPULSIONAR PUBLICAÇÕES NO FACEBOOK É MAIS IMPORTANTE DO QUE NUNCA?
Se você quiser ajudá-la com a dúvida dela, pode ir lá respondê-la.
Marcela é empreendedora digital e proprietária do blog MTripper, um blog da categoria Lifestyle, no seguinte endereço https://mtripper.com.br

Agora vai a minha resposta para ela e espero que sirva para você também que está lendo este artigo:

Seu problema está na questão do público alvo que você escolheu para sua campanha, e se tem algo do qual eu entendo, não por ser um expert no assunto, mas sim por já ter apanhado muito, esse algo é: Nicho.

Posso te dizer com segurança, sem querer te ofender é claro, de que você não soube escolher o nicho correto. Você pode ter pensado assim “Eu gosto de fazer viagens internacionais, logo, eu só preciso escolher um público que busca por viagens internacionais”, mas não levou em consideração o fato de que está cheio de pessoas justamente desse grupo de baixa renda pesquisando sobre viagens internacionais, até são pessoas que poderão fazer tais viagens, mas na maioria dos casos são pessoas que estão procurando economizar, ou seja, é gente de baixa renda que quer economizar nas viagens, ou pode ser só gente curiosa mesmo, o famoso “Um dia eu vou viajar para o país x”.

Se você está buscando focar em pessoas de alta renda, pense comigo: Uma pessoa de alta renda fica na internet fazendo pesquisas sobre como viajar barato para outros países? A pessoa simplesmente compara 2, 3 destinos, 2, 3 pacotes de viagem, pega o que tiver melhor custo-benefício e tai. Isso quando ela não vai direto na agência resolver o assunto. Então acredito que no seu anúncio você deveria estar focando nos interesses de um grupo que já viaja para os lugares que você citou, ou até para lugares melhores. Quem viaja para “Huayna Picchu” tem interesse em quê? No ato de viajar ou no que a pessoa vai encontrar por lá?

Portanto, ao invés de usar Tags genéricas, primeiro você vai ao google e pesquisa algo assim “Luxo em Huayna Picchu”, “hoteis 5 estrelas em Huayna Picchu, olha só uma coisa que eu encontrei aqui:

Uma viagem ao coração do Império Inca

Jante e dance a bordo deste encantador trem de luxo no caminho que vai de Cusco a Machu Picchu
Uma visita a um lugar inesquecível pede uma viagem inesquecível. Acomode-se em uma poltrona nos vagões ao estilo da década de 1920, onde a madeira polida e o latão são os destaques. Vá até o Vagão de Observação para assistir ao nascer do sol ou apreciar o céu estrelado. Sua aventura peruana começou.”

O que você acredita que você pode tirar desse texto para utilizar em seu anúncio do Facebook?

Imagine você no Google pesquisando sobre uma das viagens que você quer fazer, você simplesmente usa o termo “viagem”? Não, você usa uma frase inteira, como “Melhores destinos na América do sul”, então no Facebook não é diferente.

Eu, por exemplo, quero conhecer a Austria. A primeira coisa que eu pesquisaria seria a respeito da cultura e receptividade para com estrangeiros. Inclusive eu fiz isso agora no Youtube e encontrei este canal intitulado Morando em Viena, de bônus ainda encontrei dicas sobre como morar em tal país. Agora imaginemos que eu seja parte do seu público alvo, suponhamos que eu ganhe 20 mil Reais por mês e resolva passar 1 mês na Austria, o que eu pesquisaria? Segue a lista de long-tail keywords:

– Melhor hotel 5 estrelas na Austria
– Melhores atrações na Austria
– Melhores baladas de Viena
– Como conhecer a cultura Austríaca e aprender alemão?
– Cruzeiro na Austria
– Como escalar os alpes austríacos

E quando eu quero algo empirico, ou seja, quando eu quero a opinião de pessoas HUMANAS, e não de colunistas lacradores da BBC, eu vou direto ao YouTube e pesquiso:

– Como é a cultura austríaca?
– Austríacos gostam de estrangeiros?
– Como fazer amizades na Austria?

Por que colunistas lacradores? Vá ao Google que você vai encontrar artigos falando mal deste país lindo e de pessoas maravilhas:

{source}

<img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/alpine-1180065_960_720.jpg” alt=”alpine 1180065 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/alpine-hut-3225908_960_720.jpg” alt=”alpine hut 3225908 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/autumn-1229966_960_720.jpg” alt=”autumn 1229966 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/austria-2666061_960_720.jpg” alt=”austria 2666061 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; border: 0px solid #000000;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/austria-1894751_960_720.jpg” alt=”austria 1894751 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; border: 0px solid #000000;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/austria-1819352_960_720.jpg” alt=”austria 1819352 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/belvedere-1601377_960_720.jpg” alt=”belvedere 1601377 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; border: 0px solid #000000;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/bridge-2548479_960_720.jpg” alt=”bridge 2548479 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/castle-67561_960_720.jpg” alt=”castle 67561 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/christmas-3009490_960_720.jpg” alt=”christmas 3009490 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/hallstatt-3609863_960_720.jpg” alt=”hallstatt 3609863 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/hallstatt-3652410_960_720.jpg” alt=”hallstatt 3652410 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/landscape-4296487_960_720.jpg” alt=”landscape 4296487 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/mountains-2797400_960_720.jpg” alt=”mountains 2797400 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; border: 0px solid #000000;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/panorama-2634722_960_720.jpg” alt=”panorama 2634722 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/salzburg-1352487_960_720.jpg” alt=”salzburg 1352487 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/tyrol-2304847_960_720.jpg” alt=”tyrol 2304847 960 720″ /></p>
<p><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/vienna-1822138_960_720.jpg” alt=”vienna 1822138 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”border: 0px solid #000000; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/vienna-3880488_960_720.jpg” alt=”vienna 3880488 960 720″ /><br /><img class=”lazy”  style=”display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; border: 0px solid #000000;” src=”/images/imagens-dos-artigos/loading-plane-2colors.gif” data-original=”/images/imagens-dos-artigos/content/austria-3677517_960_720.jpg” alt=”austria 3677517 960 720″ />{/source}

Imagens: Pixabay

Tá, quem vive na Austria ou conhece a cultura através de relatos (como eu), sabe que eles não são tão maravilhosos assim, mas de tudo o que eu já li e assisti, sei que eles não são pessoas ruins e que costumam ser pessoas educadas, e eu prefiriria lidar com a grosseria de alguns austríacos, do que com a falsidade de muitos americanos (acredite, esses últimos eu conheço bem). De qualquer forma, o país continua sendo um verdadeiro conto de fadas, se as imagens não foram o suficiente, veja o vídeo a segir:

{source}
<iframe width=”95%” height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/CDitcUyZ6Ws” frameborder=”0″ allow=”accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture” allowfullscreen></iframe>{/source}

Bem, acabei me deixando levar…
Voltando ao assunto principal do artigo:
Viu como um ou alguns termos há mais mudam a coisa toda? O interesse da pessoa aí não é o simples ato de viajar, e sim no ato de viajar com luxo, é a vaidade. Ataque sempre no ponto fraco: Vá direto à vaidade da pessoa. Então (por exemplo) você poderia ter usado uma keyword long tail assim “trem de luxo para Huayna Picchu”. Coloque em seu anúncio texto, imagem e Tags que remetam a coisas pelas quais apenas o seu público alvo pagaria.

Bom, é isso. Espero ter ajudado.

Grande abraço, Matt.

Autores

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *