Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
Tweetar

Este artigo é uma resposta ao artigo Use a indiferença e saiba por que funciona do blog Autoridade Feminina. Antes de tudo preciso dizer que isto aqui não é uma resposta desaforada, então se você for do tipo de gosta de tretas, melhor você ir para o canal do Nando Moura. Eu estava escrevendo isso como comentário na página do outro blog, mas o texto ficou tão grande que resolvi transformá-lo em um artigo.

Estou vendo um texto (Use a indiferença e saiba por que funciona) que possui dicas que valem tanto para homens quanto para mulheres. Com essa geração atual está muito mais fácil o homem ser feito de trouxa do que a mulher, principalmente com tantas parasitas na sociedade que por um lado choram por que não tem homem pra elas, mas por outro só pegam o cara mais bem destacado na sociedade.


Se há homens que brincam com sentimentos de mulheres é por que a maioria já viu que esse negócio de relacionamento está mais pra perde-ganha do que ganha-ganha (Onde ele é a parte que perde). No século 21 não é vantagem para um homem casar-se, por exemplo, sem antes conhecer a mulher por completo, analisar seu comportamento de cima abaixo pra saber se vale a pena abdicar-se da própria liberdade em prol de um relacionamento onde se estará em desvantagem pelo resto da vida (Desvantagem no sentido de estar vivendo numa sociedade onde se é tratado como opressor).

Parece até injusto isso que estou dizendo, mas não é. O feminismo conseguiu o que ele queria, ele destruiu o papel da mulher e do homem na sociedade e jogou homens e mulheres uns contra os outros. Hoje mulheres possuem atitudes feministas mesmo não sendo feministas, pois já nasceram sendo ensinadas (Doutrinadas) a terem tais atitudes, e o pior é que os homens também. E aí o que temos é uma sociedade onde os homens cagam de medo de assumir um relacionamento por que a lei, a cultura e a moral (A ética está de viagem) estão do lado da mulher e contra o homem, vide falsas acusações de estupros que acontecem frequentemente ao redor do mundo, principalmente no ocidente, mais especificamente nos Estados Unidos.





Falar hoje que mulher se da melhor em casa, cuidando dos filhos e da família, ou trabalhando como professora, ou qualquer coisa que faça o lado maternal, feminino, aflorar, mas sem deixar de lado o papel familiar, é tido como "machismo" e insensibilidade, quando na realidade as mulheres mais felizes são as que fazem esse papel. Já perdi a conta de quantas eu já vi reclamando da vida, dizendo que trabalhavam demais em seus empregos chatos e ainda tinham fazer coisas em casa, e ainda ajudar parentes financeiramente, e que trocariam tudo pra ter uma vida sossegada como mães de família, e não uma vida de mãe de família que também precisa se escravizar no escritório.

Isso está relacionado primeiro ao fato de que a mulher é menos resistente do que o homem para tarefas que exigem desgaste físico, ou seja, muitas vezes acabam ganhando menos do que os homens por não conseguirem dar conta de fazer horas extras como muitos homens fazem.

Por outro lado, os homens quando percebem que ao entrar em um relacionamento irão fazer papel de mulher, muitos ficando em casa cuidando dos filhos, cozinhando, lavando e passando, e que em muitos casos ainda entram na fria de se casar com interesseiras manipuladoras e mentirosas, acabam meio que se tornando extremamente criteriosos e tacam o foda-se em tudo. Tiveram de dedicar suas vidas aos estudos e carreira para atingir uma certa independência financeira, enquanto que muitas mulheres nem terminaram o ensino médio, mas vivem nas boates, festas e outros ambientes procurando homem que possa servir de provedor material. A sociedade exige muito do homem para que ele possa ter um relacionamento com uma mulher, principalmente se for com uma "beldade", repare que não existem mendigos encantados, apenas príncipes encantados, enquanto que do ouro lado a história há homens que chegam ao ponto de tirar mulheres da rua, da prostituição para transformá-las em esposas e mães.

O homem tem o papel natural de protetor, enquanto que a mulher de mãe. A partir da hora em que se inverte esses valores, tem-se esses tipos de indivíduos citados no artigo. Todas as mulheres merecem ser livres e fazerem o que bem entenderem de suas vidas, não pensem que eu sou contra qualquer liberdade de quem quer que seja, porém, existem papeis naturais que são melhores desenvolvidos dentro de certas circunstância, por ambos os sexos, então a partir da hora em que perverte tudo na sociedade, as coisas saem do controle.

Homens são obrigados pelo Estado e por essa "neo-cultura" a respeitar as mulheres, embora muitas não mereçam respeito, mas não são obrigados a gostar de quem quer que seja, e o resultado disso é o indivíduo que prefere viver solteiro a ter que se submeter a um relacionamento onde ele vê que sairá como perdedor. Eu não sou contra relacionamentos, aliás eu também já vivi esse lado, e um dia pretendo me casar, mas o que eu posso dizer, como homem, é que a realidade está constantemente me dizendo para ir na direção oposta. Se eu vou ou não, cabe a mim decidir.

Homem festa mulheres
Espero que não tomem esse texto como ofensa, por que a verdade precisa ser dita, mas esse comportamento manipulador masculino na maioria das vezes vem acompanhado de toda uma carga de decepções passadas de um ser humano que nasceu em uma sociedade que desde criança o disse que o mundo era cor de rosa.

Então será que a indiferença é uma solução para algo ou é apenas um anti inflamatório?
Funciona? Certamente, mas o problema é muito maior do que fazer joguinho de sedução.

Para concluir, o que o feminismo fez durante todas essas décadas pelas mulheres foi destruir os valores familiares judaico-cristãos, e dizer pra mulher o seguinte "Agora se você quiser viver (Sobreviver), você vai ter que trabalhar, por que o homem não vai ser mais obrigado a te sustentar como era nas décadas anteriores à década de 70. Ou então você vai ter que enganar um monte de trouxa pra servirem de provedores. De qualquer forma, se vira antes dos 30.". E isso não é papo de religioso chato não, apenas veja o que está acontecendo com a Europa, o Islã está tomando conta de tudo. Estava ruim com a cultura judaico-cristã? Vai ver como está agora com a "Religião da paz". Não se pode destruir uma cultura e deixar um vácuo no lugar, outra cultura sempre irá se apoderá desse vácuo.

O resultado disso tudo? Blogs como o Autoridade Feminina, com boa vontade, mas de forma desesperada (Sem ofensa), tentando oferecer muletas de relacionamentos para mulheres. Da mesma forma que também existe esse tipo de blog para homens que procuram ter um relacionamento monogâmico.

Acredito que esses comportamentos irresponsáveis só serão reduzidos no dia em que tivermos discussões sérias e sinceras a respeito de relacionamentos amorosos e relações interpessoais, discussões que não sejam baseadas em histeria e vitimismo, mas que busquem uma forma de fazer com que ambos consigam conviver com as diferenças, em prol do bem estar do relacionamento, sem meter no meio a ditadura do politicamente correto. O que temos atualmente são políticas de luta de classes, que visam apenas dividir para conquistar.

Curtiu? Conte para os seus amigos:  
Mulher de sucesso
63 Ebooks feitos para o seu sucesso + Loja virtual com guia de instalação e configuração + Bonus. Mais de 14.356 pessoas já assinaram!
Insira seu nome e email para receber os links de Download:

Conheça o autor
Matheus Lopes
Author: Matheus Lopes
Sobre o autor
Autor principal do Lucre Bem, Matheus tem como objetivo principal trazer para você todas as formas de empreendedorismo, renda extra, marketing e publicidade para que você possa iniciar seu negócio na internet ou fora dela. Aqui no lucrebem.com.br você também encontrará artigos sobre games, política, retro-games e pescaria.

 
Veja Também:

Infelizmente não há nenhum conteúdo relacionado ao artigo desta página.